Aquele que mais precisa do teu amor

Deixa-te disso!
Vai ao fundo!
Sê!
Age!
Conta-nos coisas doces
com a tua voz
com a tonalidade que sabes dar às coisas.
Não me fales de indiferença.
Não te escondas atrás da filosofia dos outros.
Dá-me aquilo que tens a dar
sem subtilezas…
Serás tu afinal que acabarás por receber…
Porque quando falas só falas a um
ao único que existe
ao teu fantasma
aquele que mais precisa do teu amor.

1 comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *