Com PNL a Mãe pode aprender a semear no coração da criança

E-mail
Boa tarde,

Pesquisei sobre a PNL no seu site e, fiquei muito interessada. Mas gostaria que me ajudasse a esclarecer uma dúvida que tenho, em algo que não sei se a PNL poderá ajudar ou não. É possível que a PNL ajude na gestação de uma gravidez e em trabalho de parto? Em que medida pode uma mulher grávida aprender e usufruir desta prática?
Obrigado desde já pela sua atenção.
A. C.

 

Ora aí está uma pergunta que nunca ninguém me tinha feito e que também não encontrei nenhum artigo sobre isso.
Deixou-me a pensar e tomo a liberdade de publicar a sua pergunta no nosso blogue. Talvez alguém tenha mais ideias.

Penso que a PNL pode ser extraordinária em assuntos de gravidez.

Eis o que me surge:

1. A mãe pode visionar já uma criança saudável, feliz, cheia de possibilidades contribuindo para um mundo que se reja pelo amor e não pelas finanças. Acredito que isso a influenciará já no ventre e contribuirá para a aprendizagem e crescimento. Na mãe criará uma imagem da criança que fará com que verbal e não verbalmente se venha a dirigir ao filho (à filha) com confiança, com respeito, com admiração, com orgulho. Ora esse comportamento influenciará ainda mais a criança em crescimento.

2. Com as ferramentas da PNL a mãe pode para já ancorar-se para um parto agradável e tornar esse momento um momento ainda mais marcante e feliz.

3. Ao consciencializar-se do poder mágico da linguagem positiva, influenciar-se-á a si mesma e influenciará positivamente todos os que a rodeiam. Da mesma forma, aproveitando já o tempo de gravidez que por si mesmo não precisa de PNL para que seja altamente significativo, pode tornar esta ocasião ainda mais mágica aproveitando das técnicas de comunicação da PNL para aumentar a qualidade das relações à sua volta o que vai por sua vez influenciar a qualidade da gravidez.

4. Digo ultimamente que ouve um manual que não recebemos à nascença nem nos foi dado pelos nossos pais nem pelos nossos professores. É o manual que nos ensina a utilizar melhor o nosso cérebro. Com a PNL a mãe tem este manual à disposição para oferecer.

5. Os nossos pais e as nossas escolas empilharam-nos geralmente de assuntos que os adultos acham que as crianças devem conhecer e que acabam por ter que vomitar nos exames para se esvaziarem para dar lugar a novos assuntos. Ora com a PNL temos ferramentas para “aprender a aprender”, o que é totalmente diferente. E aprendemos o que é que conta verdadeiramente para nós. A mãe aprende ainda mais ferramentas para ajudar a criança a tornar-se um adulto “auto-responsável” pela sua própria vida e não a ir ao sabor das marés.

6. Com a PNL aprende a encontrar dentro de si os recursos que precisa, e aprende a ajudar os outros a desenvolver e encontrar esses recursos dentro deles. Mas sobretudo aprende sobre o poder das convicções na vida. Praticamente tudo o que fazemos é o resultado das nossas convicções. A mãe pode aprender a semear no coração da criança as convicções que farão deste ser mágico em crescimento uma flor para perfumar o mundo e um sol que ajude a iluminar mais a terra que bem precisa.

Obrigado pelas suas perguntas.

José Figueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *