Conhecendo-se melhor (2)

Qual é o significado da minha vida?

Imagine que acabou de fazer uma viagem através dos diversos aspetos de si. Que considerou qual é o seu lugar no mundo e imaginou-se num lugar aprazível agindo com as suas qualidades e competências. Perguntou-se sobre as suas crenças e o que valoriza na vida. Concentrou-se na pergunta: quem sou? E interrogou-se sobre o seu significado último de existência e a sua contribuição ao todo que é maior que você. O que acabou de fazer foi flutuar através do modelo de PNL intitulado “níveis neurológicos de comunicação”. Nesta viagem suponha que atingiu agora os níveis mail altos, a missão e a espiritualidade, denominados como “identidade” e”espiritualidade”.   (Pode ler “Conhecendo-se melhor 1”: http://www.pnl-portugal.com/conhecendo-se-melhor/).

Imagine-se agora totalmente preenchido/a pelo significado último da sua existência. Como se no mais profundo do seu Ser haja uma voz, um sentimento, uma luz, que lhe segreda o mistério último da sua presença no mundo. É uma entrega, é a sua dádiva para um mundo melhor. Alguns chamam a esta sensação Amor, outros Plenitude, não importa o nome. É a maior das revelações e é individual, só você conhece. Escute-a em silêncio. É uma voz que se escuta quando o burburinho na nossa cabeça se cala. É uma voz que parece sair do âmago do nosso corpo.

Imagine agora essa voz plena de significado como sendo uma nuvem que o/a envolve. Qual é a cor? Respire-a, envolva-se nela, deixe todo o seu corpo ser preenchido por este significado da sua vida. Em silêncio. Considere a energia contida neste significado, a energia que agora preenche todo o seu corpo e que está na origem de todas as suas obras no mundo e que dá significado aos seus passos.
Sempre que vier a precisar dela nu futuro, chame-a. Esta sensação está em si e dar-lhe-á todas as respostas que precisar. Todos os problemas advêm do facto de perder a conexão com o mais profundo do seu Ser.

Leia também: Conhecendo-se melhor 3

Pode ler mais sobre o modelo que está na base deste texto clicando: NÍVEIS NEUROLÓGICOS

1 comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *