Conhecendo-se melhor (3)

Como realizar o meu significado de vida?

A partir de um lugar aprazível e sossegado você meditou sobre o seu comportamento nos diversos contextos da sua vida. Refletiu sobre as suas qualidades e sobre o que é capaz. Considerou as suas crenças e valores. Sentiu no seu corpo a sensação de Ser quem você é e finalmente entrou no campo alargado do sistema maior onde está integrado/a (Conhecendo-se melhor 1: http://www.pnl-portugal.com/conhecendo-se-melhor/).

Teve ocasião de vivenciar o seu significado de vida, envolveu-se numa nuvem da cor que representa para si o seu objetivo último neste planeta. Faça-o agora de novo, respire a sua chama interior, a mais mágica e secreta. Deixe todas as suas células ficarem preenchidas pela energia que representa o significado último do seu Ser. Aumente-lhe a intensidade (Conhecendo-se melhor 2: http://www.pnl-portugal.com/conhecendo-se-melhor-2/).

E agora caminhe de volta. Traga consigo essa sensação e pergunte-se de novo: Quem Sou? Considere a sua autoimagem e a sensação mais forte que tem de si. Deixe que o seu significado de vida oriente a sua Missão neste mundo. E agora, envolto/a na nuvem e respirando a sua cor, trazendo consigo todo o seu Ser preenchido com a sua Missão, deixe que os seus valores mais profundos sejam enriquecidos e que todas as suas crenças sobre si, sobre o que é capaz e sobre o mundo se transformem, se necessário, para o/a ajudar na Sua Realização mais plena.
E de posse de todas estas iguarias veja, ouça e sinta como crescem infinitamente as suas competências e que não há limites ao que é capaz. E então é tempo de agir. Note agora a sua voz, note agora como os seus olhos estão levantados e os seus braços estendidos para usufruir e partilhar e deixar no mundo a marca da sua glória e a sua contribuição para uma sociedade mais perfeita, justa e feliz.

O que acabámos de fazer nestas 3 últimas publicações no blogue chama-se em PNL o “alinhamento dos níveis neurológicos”.

Para ler mais sobre o modelo que está na base deste artigo basta clicar: NÍVEIS NEUROLÓGICOS http://www.pnl-portugal.com/revista/2013-2/niveis-neurologicos-novembro-2013/

1 comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *