PERGUNTAS E RESPOSTAS

O que vos distingue como Instituto? O que vos carateriza? O que faz a diferença?

Temos anos de experiência. Fomos o primeiro instituto oficial de PNL em Portugal e os primeiros a certificar com base em normas internacionais;

Damos uma enorme importância aos processos pessoais e à ecologia;

Na nossa empresa, qualidade está acima de interesses financeiros; nos nossos programas toda a atenção vai para a qualidade;

Seguimos os desenvolvimentos da PNL no mundo e não nos cingimos a uma abordagem de PNL em particular. Novos desenvolvimentos e conceitos de PNL fazem parte dos nossos programas (por exemplo: panorama social, terceira geração, a inteligência do campo, modelagem simbólica, “sponsoring”, novo código, meta estados…);

Precavemo-nos de possíveis confusões e para isso fazemos uma distinção, na medida do possível, entre PNL e o que não é. Assim escolhemos nos cursos por evitar tudo o que assente em axiomas estranhos à epistemologia da PNL;

O nosso lema metafórico é “a caminho do cerne, a partir do cerne”. Todo o trabalho é um processo ao encontro da nossa “verdade” individual para agirmos a partir dela num quadro ecológico;

Oferecemos assistência individual durante o período do curso e sessões de intervisão aos nossos Trainers, Master Practitioners e Practitioners ocupados profissionalmente em coaching e terapia;

Evitamos toda uma terminologia americana feita de termos como excelência, sucesso e linguagem positiva vaga; formulamos de forma cuidada de modo a não prometer o que não podemos dar e por outro lado damos muito mais do que prometemos;

Todas as aplicações da PNL (no ensino, para empresas ou outro contexto qualquer) só têm sentido na nossa abordagem desde que se enquadrem numa PNL atual, quer dizer, desde que o quadro geral seja a identidade, missão e significados de vida;

Fomos e somos constantemente modelados por outros institutos, no que se refere a programas, material de estudo, ideias, caraterísticas linguísticas e até as datas dos cursos. Isto é muito gratificante. Mostra a força do nosso impacto e que somos um manancial inesgotável de criatividade.

Posso ter um encontro antes de me decidir pelo vosso Instituto?

Pode marcar um encontro individualmente.
Assim como aconselhamos aos nossos cursistas que profissionalmente querem utilizar a PNL a caraterizarem-se, fazemos tudo para clarificar a nossa visão e as particularidades da nossa abordagem. Utilizamos para isso este site  e o facebook onde damos informação e expomos os nossos pontos de vista e mostramos explicitamente o nosso estilo.
Para além disso, o nosso livro sobre as essências, “Ciência e Arte da PNL” (http://pnl-portugal.com/o-meu-livro/) é muito claro sobre a nossa abordagem: alto nível de exigência profissional, sem receitas demasiado fáceis, busca contínua de uma compreensão mais aprofundada do funcionamento da mente e das ferramentas da PNL, inovação, ecologia, responsabilidade social e um alto sentido crítico.

Qual é o valor dos vossos certificados?

Os nossos cursos ultrapassam de longe as normas internacionais com um mínimo de 130 horas. As nossas horas de curso são horas reais. Não contamos as pausas neste período. E para além do certificado é passada uma declaração com o conteúdo exato do curso efetuado. Os nossos certificados são reconhecidos pelas Associações NVNLP, IN e ICI.
Na prática, os nossos cursistas que têm continuado o percurso no estrangeiro, têm sido imediatamente admitidos, até já por grandes nomes do mundo da PNL.
Os anos de experiência, sempre congruentes no cumprimento de critérios de alta qualidade, fizeram de nós um instituto de alta credibilidade.

Porque é que muitas vezes os cursos de PNL se parecem uns com os outros?

Os cursos de PNL dados por institutos reconhecidos internacionalmente obedecem, na base, às mesmas normas de duração e conteúdo. Um número razoável de trainers de PNL em Portugal, ou frequentou os nossos cursos básicos ou seguiu todo o trajeto no nosso instituto e utiliza grande parte do nosso material didático. Pode consultar os nossos critérios em:
Practitioner: http://pnl-portugal.com/cursos-e-atividades/practitioner/;
Master Practitioner: http://pnl-portugal.com/cursos-e-atividades/master-practitioner/;
Trainers training: http://pnl-portugal.com/cursos-e-atividades/trainers-training/.
Pode comparar os diversos cursos dos diversos institutos como uma cozinha de que saem fantásticas iguarias. Embora as receitas básicas possam ser as mesmas, cada cozinheiro dá-lhe o seu toque especial e acrescenta-lhe as suas sobremesas favoritas. Claro que mais importante que o instituto, e como num bom restaurante, o mais importante é o cozinheiro. Escolha pois o Trainer que lhe possa servir o prato que mais se aproxima do seu paladar e lhe permita ainda aumentar as suas qualidades visuais, cinestésicas, olfativas, gustativas, acompanhadas ou não da melodia adequada à degustação.

Porque há, às vezes, grande diferença na duração dos cursos?

Em princípio não pode haver grande diferença no que se refere aos cursos básicos oficiais Practitioner,  Master Practitioner e Trainers Training. A maioria dos institutos no mundo obedece à norma das 130 horas. É conveniente informar-se deste ponto e do conteúdo, se o título anunciado corresponde mesmo ao que se espera. Devido à nossa exigência de qualidade, os nossos cursos ultrapassam as normas mínimas exigidas. A norma mínima nos nossos cursos é: Practitioner 140 horas, Master Practitioner 180 e Trainers Training 190 horas.

Qual é o nível escolar dos cursos e qual o nível necessário para começar?

Em princípio os cursos estão abertos a toda a gente. Na prática é aconselhável um mínimo equivalente ao 9º ano de escolaridade oficial, mas a experiência de vida é que conta talvez ainda muito mais. Parte-se em geral de um nível considerado de bacharelato ou curso médio, mas a frequência é altamente heterogénea, desde pessoas sem profissão definida, a empresários e professores universitários. E o importante não é a aceitação cega, mas a abertura e disponibilidade para praticar e experimentar.
Um trainer de PNL deve ter as competências necessárias para facilmente levar a PNL a um público altamente heterogéneo tanto no que diz respeito a habilitações escolares como experiência de vida e diversidade profissional.

Fiz o Practitioner noutro instituto, posso fazer o Master no vosso?

Certamente, desde que se esteja na posse de um certificado passado por um instituto que obedeça às normas internacionais no que diz respeito a duração, conteúdo básico e competências desenvolvidas.
Embora as bases sejam as mesmas, é conveniente comparar os diversos assuntos tratados para que, eventualmente, alguns pontos programáticos possam ser ajustados e ser dado o devido acompanhamento.

Já li muito sobre PNL, posso passar diretamente para o Master?

Não. PNL não se aprende unicamente através de livros. Não se trata de uma disciplina apenas cognitiva. Não se poder dar entrada diretamente no Master, e não tem a ver unicamente com as normas internacionais. O Practitioner é, para além da compreensão aprofundada e sistémica do funcionamento da mente, uma prática de ferramentas que utilizam subtilezas que se não aprendem nos livros. Praticam-se e desenvolvem-se competências e tem lugar todo um processo intensivo de mudança pessoal direcionado a uma vivência mais harmoniosa da vida, eficiência na comunicação e na obtenção de resultados.

Qual é a diferença entre o Practitioner em módulos e o intensivo?

O programa é exatamente o mesmo. As pessoas sentem o intensivo como um mergulho emocional maior. Obriga a uma dedicação muito grande no que diz respeito a integração e prática das técnicas. O intensivo é ótimo para pessoas que querem, por uns dias, esquecer o mundo à sua volta e durante o período dedicarem-se totalmente a elas mesmas e à aprendizagem de ferramentas para mudança, ajudar o outro e para melhoria das relações. É uma questão de escolher o seu próprio ritmo de aprendizagem.
O intensivo é sobretudo para as pessoas em férias, com dificuldade em arranjar dias durante a semana para seguir um curso, e para portugueses que vivem nas ilhas ou no estrangeiro.

Qual a diferença entre coaching e PNL e o que devo fazer primeiro?

Podemos ver o coaching como um método prático que se tem espalhado muito rapidamente para ajudar o outro a realizar os seus objetivos. Pode, e geralmente utiliza, ferramentas da PNL. A PNL é uma epistemologia, um método e ferramentas de mudança. Neste sentido é, no nosso entender, muito mais abrangente. Enquanto um curso de coaching treina diretamente para a intervenção, a PNL possui esse elemento prático e coloca-o no quadro geral do funcionamento da mente humana nas suas relações com o mundo.
Uma questão que torna a resposta menos fácil, é que há grandes diferenças de nível nos cursos de coaching, tanto em duração como em conteúdo.
Há praticantes de PNL que, às vezes, vão fazer cursos de coaching depois do Practitioner para adquirirem mais confiança na intervenção e serem “certificados”. Há especialistas em coaching que fazem depois PNL para aprenderem a usar as ferramentas e perceberem melhor as estruturas por detrás das estruturas de intervenção.
Outra diferença: em PNL não se faz grande distinção entre coaching, terapia e aprendizagem.

Posso exercer coaching depois do Practitioner?

Depende do Practitioner. Todos os elementos necessários para uma intervenção com um cliente estão presentes no Practitioner. O seu uso ou não depende da experiência profissional e humana do praticante e da sua prática pessoal durante o curso.
Pessoalmente achamos que uma intervenção responsável para quem não vem das áreas comportamentais no campo da saúde mental, só deve ser exercida a partir do Master Practitioner. É no Master Practitioner que especificamente oferecemos a assistência necessária para intervenções fundamentadas e responsáveis.

Quais são as vossas referências?

São as centenas de pessoas que durante 17 anos têm seguido os nossos cursos. A maioria dos nossos cursistas chega até nós porque foi recomendado por pessoas que já fizeram cursos connosco.
Não publicamos uma lista das empresas com quem já tivemos contacto diretamente e através dos seus colaboradores. Seriam necessárias algumas páginas. Temos tido uma variedade enorme de cursistas. Diversas empresas e outras organizações têm tido os benefícios destes treinos, como por exemplo, na área farmacêutica, imobiliária, informática, reciclagem, polícia, exército, serviços públicos governamentais, clínicas de saúde, seguros, lojas de venda direta ao público, bancos, no fundo, toda a espécie de empresas. Os cursos são frequentados normalmente por um público heterogéneo como empresários, advogados, psicólogos, professores, investigadores científicos, especialistas de recursos humanos, formadores, informáticos, vendedores, secretárias, donas de casa, especialistas de beleza, arquitetos, managers, terapeutas, astrólogos, jogadores de golfe, médicos, etc.
A nossa melhor referência é a clareza, conhecimentos e profundidade de informação como se pode ler no nosso site. O nosso estilo e os nossos princípios estão claramente manifestos nos nossos artigos e no blogue do site (http://pnl-portugal.com/category/blog/), assim como, desde 2004, no nosso antigo blogue com mais de 200.000 visitas (http://www.pnl-portugal.blogspot.pt/).

A designação “certificação Practitioner” continua a não ser muito esclarecedora para mim.

a) É uma certificação em que área? E quais são as saídas profissionais desta certificação?

b) Uma vez que dou consultas de Coaching qual é a mais-valia em ter esta certificação e não outras?

De acordo com o espírito da PNL, há diversas respostas possíveis à sua pergunta:

a) Trata-se, como diz, nem mais nem menos, o Practitioner é uma certificação oficial em Programação NeuroLinguística. O campo de estudo e experimentação é o campo da PNL: “comunicação”. Desde o seu aparecimento que a PNL desenvolve ferramentas para otimização da comunicação em todas as áreas, profissionais ou não, onde há comunicação. Sobre isto, a pergunta em PNL é: onde não há comunicação? A PNL é altamente abrangente: – Trata-se de comunicação connosco como base para a comunicação com os outros. No nosso entender, e em total acordo com a sua tradição, a PNL não tem qualquer saída profissional específica. É sim, parece-nos, imprescindível em qualquer ramo profissional ou privado em que as pessoas se comuniquem. Se não, a comunicação deixaria muito a desejar.

b) A vantagem para quem faz coaching é absolutamente clara: a PNL fornece ferramentas para que se possa efetivamente fazer coaching de alta qualidade. E porquê a PNL em vez de outras epistemologias, metodologias e ferramentas? A própria PNL está de olhos postos em todas as correntes, metodologias e técnicas que possam aumentar o grau de excelência em qualquer intervenção em que a comunicação intra- e inter pessoal jogue um papel predominante. É por isso que a PNL se mantém atual e está de braços abertos para o mundo e para a contribuição para sua melhoria qualitativa contínua.