O agradável e desagradável nas nossas mãos

Possivelmente a maior contribuição de Bandler e Grinder e a explicação do aparecimento e sucesso da PNL foi a concentração na forma, em vez do conteúdo.

As pessoas armazenam no cérebro tudo o que vêm, ouvem, sentem. Ora não é o conteúdo que dá significado às coisas, mas a forma pela qual as pessoas armazenam as vivências que faz a diferença – o tamanho, a cor, o brilho, a localização, o som, a temperatura, etc..

O que faz a diferença entre o agradável e o desagradável não reside no acontecimento, mas na maneira como a mente omite, generaliza e distorse o acontecimento, o qual será armazenado na imaginação com características próprias.

Na verdade isso torna muito fácil o acesso ao controle da maneira como nos queremos sentir – finalmente sabemos como fazer isso:

é transformar a forma como amazenamos as nossas recordações.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *