O papel amachucado

Uma criança tinha aquilo a que as pessoas chamam um caráter impulsivo. Muitas vezes reagia com raiva quando lhe não faziam a vontade. Na maioria das vezes, depois de um desses incidentes sentia-se envergonhada e arrependida e esforçava-se por consolar a pessoa que ofendeu.
Um dia o professor viu-a a pedir desculpas depois de uma explosão de raiva, entregou-lhe uma folha de papel lisa e disse-lhe:
– Amachuca-a!
A criança obedeceu e fez uma bolinha.
– Agora – voltou a dizer-lhe – deixa o papel como estava antes.
É óbvio que a criança não pôde deixá-lo como antes.

(adaptado de “psicologiapravoce”, um site brasileiro)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *