Os Cinco Passos Para o Sucesso

1. Tenha Um Objectivo (Meta)

Você deve ter um objectivo para tudo que faz. Escolher não fazer nada ou perambular pela vida é um objectivo – perceba que você é que escolheu isso e se pergunte: “Como é que este objectivo me está servindo?” Quando você não tem nada específico para alcançar, tem muita gente que tem e, muitas vezes, você se depara ajudando-as a atingir o objectivo delas! Quando isso acontece, você pode sentir que alguém tirou vantagem de você ou pode culpar a outra pessoa. Ou deve perceber que foi você que escolheu esse caminho e, ao fazer isso, criou os resultados decorrentes. Não há ninguém para ser responsabilizado. Fique consciente das escolhas que você está fazendo na sua vida e das consequências (recompensas) que surgem. Qual é o seu objectivo ao ler este artigo? Se for simplesmente ler este artigo – congratule-se, você está a caminho de alcançá-lo! Ou você pode querer considerar o seguinte objectivo: encontrar pelo menos uma ideia neste artigo que se você a aoptar hoje, pode mudar a sua vida para melhor.Quando você estiver pronto, porque não estabelece outros objetivos que gostaria de alcançar na área da saúde, dos relacionamentos, da carreira, da família…?

2. Faça alguma coisa

Muitas pessoas com um objetivo claro não agem para alcançá-lo. Quantas vezes você não ouviu um amigo (ou até você mesmo) falar apaixonadamente sobre construir ou alcançar algo ou fazer uma viagem especial e, no entanto, ele nunca se empenhou completamente e aquilo permanece apenas um sonho.Apenas para ilustrar, suponha que o meu objetivo é viajar esse fim de semana para Toronto (a cerca de 440 km a oeste de Ottawa, onde eu vivo) para desfrutar dos restaurantes e da vida noturna. A não ser que eu faça algo, tal como entrar no carro e dirigir para Toronto (ou tomar um ônibus, trem ou avião), isso irá permanecer como um objetivo que eu gostaria de alcançar no próximo fim de semana, no próximo mês, no próximo ano,…

3. Use a sua acuidade sensorial

Você precisa prestar atenção e ter alguma forma de medir para saber se está ou não fazendo progresso em relação ao seu objetivo. Ou, talvez, você já o alcançou ou está indo na direçcão errada.Retornando ao nosso exemplo de desfrutar um agradável final de semana em Toronto, suponha que eu estou dirigindo na estrada da vida, quando uma placa indica “Cidade de Quebec a 30 km” (a cidade de Quebec fica a cerca de 460 km a LESTE de Ottawa!). Eu posso notar essa informação ou como fazemos muitas vezes – escolher ignorá-la e continuar a minha jornada. Você já não fez isto? Eu sei que já fiz quando não estava prestando atenção ao que era importante para mim e ao que estava acontecendo na minha vida!

4. Seja Flexível

Realmente, alguns vêem as placas de sinalização da vida e escolhem não reconhecer que precisam mudar de rumo, de comportamento, etc.No nosso exemplo, eu posso escolher e perceber que dirigi 400 km na direção errada (leste, quando meu destino era oeste) e esperar, que se eu persistir bastante tempo nessa direção, eventualmente tudo vai dar certo. Ou eu posso tomar consciência da placa de sinalização e decidir explorar quais são as outras opções disponíveis para mim – retornar no próximo retorno e me dirigir para Toronto, dirigir para a cidade de Quebec e pegar um avião para Toronto, ou escolher passar o fim de semana em Quebec e desfrutar dos seus restaurantes e da vida nocturna.

5. Assuma a Fisiologia e a Psicologia da Excelência

Lembre-se que seus pensamentos (representações internas) afectam a sua fisiologia e que a sua fisiologia afecta os seus pensamentos. Na sua mente, você deve ter pensamentos (imagens, sons, sensações, sabor e cheiros) para alcançar o seu objetivo, enquanto adopta a fisiologia de já o ter alcançado.Isso lembra-me uma história verídica que me foi contada por um estudante de uma das minhas turmas. Ele tinha um amigo que, depois de graduar no segundo grau, queria ser executivo de uma instituição financeira. Depois da graduação, o melhor emprego que ele conseguiu encontrar foi no sector de expedição de correspondência de uma instituição financeira. De modo nenhum isso o intimidou. Todos os dias, ele se apresentava para o trabalho de fato e gravata e se conduzia como se já fosse um executivo – porque na sua mente, ele era um executivo que, só por acaso, estava tendo uma pequena experiência na expedição. Você acha que ele foi notado? Com certeza! Você acha que ele progrediu na instituição financeira – SIM! Alguns anos mais tarde, a administração reconheceu o que ele sabia desde o princípio e oficialmente o nomearam executivo da instituição financeira.

E a PNL é muito mais do que isto!

Roger Ellerton, PhD, é Trainer de PNL certificado, consultor certificado de administração, fundador e sócio gerente da Renewal Technologies

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *