Parar a máquina do hábito

Movimente-se.
É bom escolher primeiro um lugar em que ninguém o veja nem ouça.
E movimente-se.
Deixe-se levar pelos seus impulsos.
Aconteça o que acontecer mantenha-se em movimento.
E observe-se. Aprenda dos seus movimentos.
E enquanto se move faça esta pergunta:
– Para onde é que o acaso me pode levar? Qual seria a coisa mais importante na minha vida que me poderia ocorrer? Em que direcção se encontra o melhor para mim, aquilo que ultrapassa tudo o que posso imaginar?
E DEIXE QUE O MOVIMENTO RESPONDA.
E enquanto se movimenta, responda:
– Qual é o passo que vou dar? O passo que neutralizará para sempre a força do hábito?
E deixe que o movimento responda…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *