O piloto automático

É possível parar o piloto automático?

No fundo, no fundo, um ladrão não pode fazer nada senão roubar.
O polícia não pode fazer outra coisa senão prender o ladrão.
O juiz não tem outra alternativa senão mandar o ladrão para a prisão.

Tudo acontece naturalmente segundo as nossas leis “naturais”…
E isto tem lugar nas nossas vidas (o trabalho, as relações, as apoquentações, os prazeres e os sofrimentos) independentemente do nosso desejo que as coisas aconteçam assim ou doutra maneira.
Há alternativa?
O primeiro passo em PNL é a chamada dissociação. No momento em que atingimos o ponto de espetador dos nossos atos e dos outros e compreendemos a estrutura subjacente geralmente baseada na distinção entre comportamentos e intenções sem julgamentos, talvez, talvez comecemos então a ter algumas escolhas…

(voltamos a este tema no curso intensivo de verão, aliás grande parte da PNL gira à volta deste tema: http://www.pnl-portugal.com/agenda/practitioner/)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *