PNL, o que é isso?

Talvez que um dos grandes problemas das pessoas (das organizações e da comunidade) é ficarem aprisionadas naquilo que em PNL chamamos o seu “modelo do mundo”, quer dizer, adotar inconscientemente uma única perspetiva de si e do mundo e considerarem-na como única verdade. O grave é que nem sequer temos consciência disso.

A Programação NeuroLinguística (PNL) que surgiu no Palo Alto nos anos 70, fruto da investigação de figuras fora do vulgar na altura, sob a inspiração dos insubmissos Bandler, Grinder e Pucelik, tem como fim a tomada de consciência do piloto automático que faz de nós máquinas de repetição e oferece-nos as ferramentas para a criação de uma vida mais livre e preenchida de significado.

Continua a ser e desenvolvida individualmente pelos seus autores e tem sido enriquecida por figuras tais como Dilts, Andreas, James e todo um cortejo inominável de génios.

Assim possuímos hoje uma epistemologia, método e ferramentas altamente práticas para nos compreendermos a nós mesmos, o nosso funcionamento e as estruturas de como podemos atingir o que desejamos desde que os objetivos se enquadrem ecologicamente no que somos como pessoa total, em harmonia com os contextos em que nos movemos e no quadro maior da realização dos nossos significados de vida.

A PNL não é simplesmente, como muitos pensam, um conjunto de técnicas para realizar objetivos popularmente denominados de sucesso e excelência. É, na verdade, abrir o caminho para a multiplicidade de perspetivas, inovação, fluir sem esforço na obtenção e realização de novos caminhos que permitam um maior grau de satisfação íntima e auto realização integrada no crescimento contínuo dos contextos em que nos movemos.
Na prática da PNL tomamos consciência da estrutura do pensamento, como influenciamos os nossos estados sensoriais, o papel da fisiologia, o poder das crenças, o significado dos valores, o impacto das emoções, etc. Com o conhecimento destas estruturas e uso das técnicas correspondentes podemos, finalmente, começar a ter um pouco de maior controlo sob a nossa existência como seres mais livres e adaptar, readaptar ou radicalmente encetar um novo caminho de vida.

Pode ler um artigo mais aprofundado sobre o que é a PNL clicando: “Introdução à PNL”

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *