Qual é o pressuposto básico da PNL menos fácil de integrar?

Olhando para anos de experiência a fazer coach e a dar cursos, tenho dito que os princípios mais importantes da PNL são:

1. Percepção é projecção (aquilo que eu percebo do outro ou do mundo é a minha imagem do outro ou do mundo, o que no fundo não tem nada a ver com o outro, mas só comigo);

2. Causa e efeito (sou eu que fabrico as minhas próprias sensações, sou eu o causador das minhas próprias acções, o autor dos meus próprios pensamentos e nunca o outro, seja este outro meu companheiro ou companheira, o meu chefe, o funcionário público, etc. – o que sinto só tem a ver comigo, nada a ver com o outro).

A pouco e pouco começo a perceber que há outro princípio ainda mais fundamental. É um princípio em que praticamente todos estamos de acordo (dentro e fora da PNL) – sem ele a sociedade não funciona de forma harmónica, sem ele a comunicação é impossível, sem ele não deixamos os outros crescer dentro da sua liberdade de realização, sem ele não há democracia, nem liberdade, nem progresso. É um princípio que forma a base da democracia e que a todo o momento a está destruindo.
E indo contra este princípio estamo-nos afirmando de posse da verdade, o que pode abrir o caminho para

a) ferir o outro (com a melhor das intenções da nossa parte);
b) ferirmo-nos a nós por destruir a nossa flexibilidade ao nos considerarmos defensores da verdade;
c) desejo excessivo de implantar no outro o nosso modelo do mundo, com todas as consequências que isso tem como guerra, morte, fome, dor;
d) negação da diferença como base para o atrofiamento pessoal e social.

O princípio dos princípios a que me estou a referir é:

RESPEITE O MODELO DO MUNDO DO OUTRO

Quase todo o mundo está de acordo com este princípio, mas em muitas das coisas que faço passei pessoalmente e cada vez de forma mais sistemática a perguntar-me – estou verdadeiramente a respeitar o mundo do outro?
E o que tenho descoberto em mim e nos outros! Onde está o respeito?
Este princípio é muito mais subtil do que a maioria dos milhões de pnlianos espalhados pelo mundo pensam..

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *