Os pilares da vida

Quem quer arruma um jeito.
Quem não quer arruma uma desculpa.

Os pilares da vida
É essencial construirmos pilares na nossa vida. Quanto mais pilares tivermos, melhor será o equilíbrio. E quanto mais bem estruturada for a nossa vida, mais liberdade e flexibilidade teremos. Uma ponte sólida será mais resistente e durará provavelmente para sempre.
Os pilares da nossa vida poderão ser entre outros, a família, o amor, os amigos, a saúde, o trabalho, as finanças, o lazer, a religião ou o desenvolvimento pessoal.
Decerto que cada um terá que encontrar os seus próprios pilares, de modo a melhorar o equilíbrio e logo alcançar uma melhor qualidade de vida. Quando um pilar ruir a nossa vida não desmorona totalmente porque temos outros pilares que nos suportam.

Aplicando os pilares essenciais à roda da vida, qual é o pilar que ao ser melhorado, automaticamente alavanca todos os outros no sentido desejado?

No meu caso é o bem-estar físico que contribui para que os restantes aspetos da minha vida sejam influenciados positivamente. Abrange o corpo, a saúde, a relação com o nosso físico.
O corpo humano é o meio que nos faz sentir, experimentar e habitar o mundo. É o nosso dever alimentar, repousar, manter em forma e cuidar de todos os aspetos que envolvem a saúde física corporal.
Quando estamos em forma temos maior disponibilidade para concretizarmos os nossos objetivos.
Ser saudável permite o contacto com o mundo e com a nossa essência. Assim conseguimos olhar para dentro sem nos distrairmos com o mundo exterior.

Qual é o motor da sua vida?
Para mim, antes de tudo, é poder sentir-me bem comigo própria, e tal pressupõe equilíbrio mental, físico e emocional.
Tal como a PNL, também o exercício físico é um modo de vida.
O ser humano foi concebido para se exercitar e não para levar uma vida sedentária.

Ao longo da evolução do ser humano, o homem exercitava-se: há milhões de anos, andava de povo em povo, apanhava frutos em árvores, atirava pedras para abater animais, caçava, fabricava instrumentos simples de pedra, construía cabanas, e mais tarde, trabalhava no campo e na agricultura.

Já nos dias de hoje, muitas pessoas levam uma vida bastante mais sedentária.
Há que compensar o corpo com exercício físico, porque ao contrário do que alguns possam pensar, não é um castigo, mas sim, uma enorme oferenda.

O hábito de praticar desporto foi-me incutido desde muito pequena. Tanto em casa como na escola o exercício físico fazia sempre parte do meu dia-a-dia.
Adoro todo o tipo de desporto ao ar livre. Pratico exercício físico quatro a cinco vezes por semana. Faço corridas de 6 a 8 km e treinos funcionais em grupo acompanhados por instrutores. Aos fins de semana faço caminhadas.

Sobre a motivação
É fácil acordar às 6h30 da manhã para ir correr ou fazer um treino? Obviamente que não! Muito menos quando está frio e a chover!
O que não te desafia não te transforma!
A motivação torna tudo possível

O que me motiva?
É o bem-estar (mental, físico e emocional) que a prática regular de desporto proporciona.  Para além do bem-estar, o exercício físico ajuda a focarmo-nos em nós próprios e nos nossos objetivos, a combater o stress do dia-a-dia, a ansiedade e a depressão; ajuda a lidar com os sucessos e insucessos da vida, a desenvolver a resiliência e a criatividade, a ordenar as ideias, a melhorar a disciplina, a persistência, o compromisso que temos connosco e com os outros, e a aumentar a energia vital.
Motiva e inspira-me também ver no nosso grupo de treinos mulheres e homens casados, com 2 ou 3 filhos, a exercerem profissões a tempo inteiro e ainda irem treinar, seja às 7h da manhã ou às 19h de tão motivados pelos benefícios que estes treinos lhe trazem.

E desculpas?
O tempo que algumas pessoas perdem a desculpar-se por isto e por aquilo. A desculpa serve principalmente para nos desculparmos a nós próprios de não sermos capazes de cumprir algo a que nos propomos. “Quem quer arruma um jeito. Quem não quer arruma uma desculpa.” As desculpas que nos damos a nós próprios limitam-nos a ir mais além do que nos julgamos capazes.
Para mim o lema é: NÃO HÁ DESCULPAS! A bem ou a mal, vamos ao treino! O importante é ir! Mais vale um mau treino do que não treinar de todo!

O grupo de treino de terça-feira batizou o dia de MAGIC TUESDAYS.
Este treino em grupo é tão fantástico que ninguém se atreve a faltar.

Quando pratico desporto regularmente, sinto-me uma estela de cinema, imparável e com a autoestima em alta. Tudo a que me proponho na vida se torna possível.
Também as relações humanas melhoram drasticamente, sinto-me mais bem-disposta, mais feliz, e logo com mais disponibilidade para me entregar aos outros.
Há poucas sensações melhores do que sentirmo-nos bem connosco próprios: é o primeiro passo para que a vida nos sorria de todos os lados!

E a si o que mais o motiva?

Já definiu os seus objetivos para esta primavera? Aproveitando o início da primavera, como pode melhorar a qualidade da sua vida?
O que vai fazer de diferente nesta primavera? O que pode fazer para aumentar a sua vitalidade e saúde?

Por Manuela Peitz – Master de PNL

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *